Fatos sobre Corrimento na Gravidez

A gravidez é um momento especial e de mudanças para a mulher. O peso aumenta, seios ficam sensíveis e os sintomas clássicos nem sempre são agradáveis, como enjoos, dores de cabeça, cansaço constante e dores nas pernas. Mas um dos mais comuns e mais assustadores é o corrimento na gravidez, comum. Nem sempre ele exige cuidados, mas em alguns casos pode ser um sinal de alerta para a futura mamãe procurar um médico. A seguir, cinco fatos que podem ajudar a esclarecer um pouco mais sobre secreção na gravidez e desvendar algumas lendas.

para getsação

1 – No começo da gravidez, é mais que normal

Nos primeiros dois meses de gravidez a mulher deve notar um aumento das secreções vaginais bem mais intenso.

É normal e esperado pelos médicos e a maior parte dos obstetras responsáveis avisa sobre isso. É nada mais que a fisiologia da mulher funcionando.

dicas de saúde

Mas atenção ao aspecto deste corrimento. Ele não tem cheiro e uma cor leitosa e branca. Não coça e não causa efeitos colaterais na região. Não deve vir acompanhado de dor ou ardência na área para ser considerado normal. O que é isso? É um sinal de que o corpo da mulher está se preparando para o parto e um indicativo de gravidez também.

2 – A secreção fica mais intensa perto do parto

vídeo no final do artigo

Um muco mais intenso e grosso começa a se tornar secreção e sujar a calcinha. Isto acontece geralmente nas últimas semanas antes do parto, no último meses. A secreção é mais forte e mais intensa. Este é um sinal bom, que seu corpo está se preparando para o momento do parto. Já pode começar a arrumar a bolsinha do bebê porque pode ser a qualquer momento.

Leia sobre cólica na gestação e alimentação na gestação

3 – A secreção pode ser o líquido amniótico

corrimento na gestação

A maior parte das secreções na gravidez são comuns, mas esta merece mais atenção. O líquido amniótico é a substância que envolve o bebê e que garante sua sobrevivência com conforto. Quando ela começa a ser excretada, ou o parto está muito pero, ou há algum problema, como um parto prematuro. Assim que se notar um líquido viscoso e branco, com aroma semelhante a água sanitária, a mamãe deve procurar um médico de pronto para análise.

4 – Candidíase gestacional também causa secreção na gravidez

A mulher grávida sofre uma série de mudanças no corpo.

Algumas agradáveis e outras nem tanto. Mas como todas dizem ao segurar seu filho nos braços, vale a pena, não é mesmo? Uma dessas mudanças é alterações no PH vaginal, podendo deixar a mamãe suscetível há algumas doenças. Uma delas é a candidíase gestacional. Por uma baixa imunidade, alguns fungos podem se instalar na região e causar a candidíase, bem comum. Há quem sofra com o problema a vida toda menos sem estar grávida, mas as futuras mamães são um pouco mais propensas. Há mulheres que apenas desenvolvem a candidíase quando estão grávida, por isso recebe o nome de candidíase gestacional.

corrimento na gravidez

Neste caso, a secreção terá uma tonalidade amarelada e será acompanhada de uma ardência, talvez prurido intenso e as vezes um incômodo mesmo depois de tomar banho. Qualquer um desses sintomas ou apenas a secreção com mal cheiro deve ser investigada de pronto com seu médico.

5 – secreção acompanhada de sangue nunca é normal

corrimento na gestação

O sangramento na gravidez é esperado apenas nos dois primeiros meses. Mais que isso deve haver algo mais sério e um ultrassom com acompanhamento médico deve ser feita. Se há secreção e sangramento ou apenas sangue, por menor quantidade que seja, o indicado é procurar o médico de pronto para análise. Se for um princípio de aborto, deve haver muita dor e o sangramento será intenso. As vezes um leve esforço já causa o sangramento.

Alguma dúvida sobre corrimento na gestação? Deixe o seu comentário!

8 Comentários

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *