Fatos sobre Dependência Química

A dependência química, ao contrário do que muita gente pode pensar, é uma doença caracterizada por um uso contínuo de substâncias com padrão destrutivo, levando a problemas significativos tanto com a questão da tolerância como com a retirada a partir da substância, além de outros problemas. Os dados da Organização Mundial de Saúde é que mais de 2,6% das pessoas sofrem de dependência química em algum momento da sua vida.

fatos que você precisa saber

Por muitos anos o corpo médico ignorou o fato da dependência existir e ser uma doença e tratou os doentes como pessoas que poderiam se livrar sozinhos do problema, e os casos de morte eram cada vez mais numerosos.

Com um diagnóstico mais preciso, os médicos sabem que quem abusa de drogas tem um grave problema de saúde mental e não só física. O abuso de substâncias químicas, infelizmente, ocorre muito e precisa de tratamento com acompanhamento médico. A seguir, alguns fatos sobre a dependência química que você pode não conhecer.

1 – Não é apenas drogas ilícitas que tornam uma pessoa viciada

diga não as drogas

Apesar de legal, o álcool é uma substância tóxica e um dos principais motivos de dependência no mundo. E é vendido em todos os locais. É um dos vícios mais comuns e costuma trazer efeitos devastadores sobre a saúde física do indivíduo alcoólatra e sua capacidade de agir em sociedade e até trabalhar.

consequências nefastas

Menos comum, as anfetaminas e os esteróides anabolizantes também tem sua lista de viciados cada vez mais numerosa. Podem vir com prescrição de medicamentos como o metilfenidato, mas também podem ser feitos em casa e mata mais comumente por superdosagem que qualquer outra droga.

E você saiba que a cafeína causa dependência?

Embora seja consumida por muitos, a cafeína, presente em seu café de todo dia, também está em chás e refrigerantes e seu excesso causa vício e palpitações, insônia, tremores e ansiedade.

não use drogas

Outra droga legalmente vendida é a nicotina, substância base dos cigarros. A nicotina é uma das substâncias mais viciantes que existe. Na verdade, a dependência da nicotina é muitas vezes comparada à dependência de heroína e uma das maiores causadoras de câncer de pulmão.

2 – Fatores externos ajudam a aumentar as chances de virar dependente

dependência química

Os médicos chegaram à conclusão que fatores biológicos, psicológicos e sociais, chamados fatores de risco, podem aumentar a probabilidade de uma pessoa desenvolver uma doença de abuso químico. Um dos motivos é o aspecto genético. Se os pais são viciados, há uma enorme chance do filho também ser.

dependência química

Pessoas com transtornos de humor, como depressão, ansiedade ou transtorno bipolar também são mais propensas a desenvolver o problema. Estudos também mostram que pessoas do sexo masculino são mais numerosas que mulheres.

3 – Os efeitos psicológicos do vício são devastadores

dicas sobre a dependência química

Os efeitos da dependência de qualquer droga pode causar danos mentais intensos e mortais. Psicologicamente, a dependência causa euforia e já foram relatados comumente quadros graves de depressão ou casos de suicídio por não poder mais usar a droga ou enquanto se estava alucinando com coisas não muito boas. Há quem ingira cada vez mais com menos de pensar e dormir.

4 – Você não controla a sua dependência química

dependência química

Muitos dizem que estão cientes que são viciados e largam quando querem. Se realmente acreditam nisso, então estão enganados. Ninguém controla o vício. O organismo pede cada vez mas a substância porque ele se acostumou a funcionar apenas com a sua ingestão. Quando esta não acontece, o corpo sente falta e ai começa a desintoxicação ou período de abstinência.

o que é dependência química

Grande engano quem pensa que dá para seguir sozinho e deixar de usar quando quer. É uma doença e precisa-se de ajuda, ou o caso vai se tornar pior e a morte pode acontecer.

5 – A abstinência dói, mas ela passa

fatos sobre dependência química

Muitos filmes e documentários mostram pessoas tremendo, cospindo e gritando implorando por drogas. O corpo precisa se livrar de tudo e logicamente vai sentir falta. A boa notícia é que tudo isso passa antes mesmo de você querer mais. Demora um pouco, em média 20 dias para o corpo eliminar e a rotina conseguir voltar ao normal sem sentir o grande desejo de ingerir a droga novamente, mas este período passa.

O que você achou sobre os fatos de dependência química? Comente!

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *