5 Curiosidades Bíblicas (Curiosidades da Bíbilia)


Conheça cinco curiosidades bíblicas

A Bíblia é a escritura sagrada para o Cristianismo, cujos textos são utilizados para professar a fé, seguir preceitos e condutas da vida dos fieis, além de ser utilizada para estudos religiosos e seguimento da doutrina religiosa.

A Bíblia é o livro mais lido do mundo, tendo vendido 3,9 bilhões de cópias nos últimos 50 anos. A Bíblia já foi traduzida para mais de 1500 idiomas e foi escrita por quarentas pessoas das mais diversas profissões, como agricultores, artesãos e profetas, ao longo de mais de 1600 anos.

A Bíblia é composta pelo Antigo e Novo Testamento, contendo 66 livros ao total (39 livros do Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento). Contém também 1189 capítulos e 31102 versículos ao longo de toda sua extensão. Seu nome vem do grego “biblos” que literalmente significa “livro”.

Ao longo de todas as suas passagens a Bíblia contem muitas revelações e curiosidades que podem não ser conhecidas por todos. Conheça cinco curiosidades bíblicas.

1. Jesus Cristo nasceu entre 7 e 4 a.C

Sim, é possível: diferentemente do que se acredita Jesus de Nazaré, messias filho de Deus e que morreu pelos pecados da humanidade, na verdade nasceu ente 7 e 4 a.C – o que significaria que Jesus nasceu antes de Cristo.

Jesus nasceu em Belém da Judeia antes da morte de Herodes, o Grande, o que ocorreu em 4 a.C. Apesar disso, o calendário cristão, que é o que separa toda a História em um período antes do nascimento de Cristo (a.C) e depois do nascimento de Cristo (d.C) só foi instituído em 525 d.C. – ou seja, mais de cinco séculos após o nascimento de Jesus. O papa João I pediu ao abade Dionísio o Pequeno que fizesse a instituição do calendário e para isso ele teve de determinar a data de nascimento de Jesus. Entretanto, durante esse processo o cálculo saiu errado em alguns anos – de quatro a sete. Somente no século XIX é que o engano foi percebido, mas depois de mais de 18 séculos era impossível modificar o calendário. O erro então mantem-se e, em análise final, a data correta do nascimento de Jesus está entre 7 e 4 a.C.

2. O fruto proibido pode não ter sido uma maçã

Adão e Eva foram o primeiro casal a habitar a Terra, tendo sido criado por Deus sem pecados e colocados no Jardim do Éden onde tinham a missão de povoar a Terra. No Jardim do Éden havia a Árvore da Ciência do Bem e do Mal, cujo fruto era proibido ao homem por Deus. Eva, então tentada por uma serpente, provou do fruto proibido e convenceu a Adão a fazer o mesmo. Ambos foram expulsos do Paraíso e conceberam o que é conhecido como o pecado original da humanidade.

Entretanto, muitos crêem que o fruto proibido trata-se de uma maçã, embora essa não seja necessariamente a verdade. Isso porque originalmente na Bíblia o fruto proibido era chamado de “malum”, que, em latim, significa tanto “mal” quanto “maçã”. Então não há nenhuma confirmação se o fruto proibido foi de fato uma maçã, já que isso surgiu devido à interpretação da palavra latina e de uma tradição européia que associa essa fruta ao pecado.

3. Noé saiu da arca com 600 anos

Vendo a perversidade de toda a humanidade Deus decidir mandar o Grande Dilúvio, o qual inundou toda a Terra. Entretanto, antes de fazê-lo Deus ordenou que Noé, o único homem justo de sua geração, construísse uma grande arca e que nela colocasse sua família e um par de cada espécie animal.

A arca de Noé possuía 14 metros de altura, 23 metros de largura e 134 metros de comprimento e que levou, no máximo, cem anos para ser construída. Nela Noé e sua família passaram cerca de 370 dias. Ao sair da arca quando as águas baixaram e a terra secou, Noé já tinha 600 anos.

4. O Salmo 118 está no centro da Bíblia

O exato centro da Bíblia e que a divide em duas partes com quantidade igual de capítulos se localiza exatamente no Salmo 118: há 594 capítulos antes do Salmo e 594 capítulos após o Salmo.

Curiosamente, o Salmo 118 começa e termina com o mesmo versículo: “Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre.”

5. Deus não é citado em dois livros da Bíblia

Por mais difícil que seja de acreditar, Deus não é citado em nenhum lugar de dois livros da Bíblia: no livro de Ester e no livro de Cantares. Por causa disso, muitas pessoas acreditaram no passado que ambos os livros na verdade não faziam parte da Bíblia.

Embora não citem Deus ao longo de suas extensões, os livros são considerados como uma expressão sagrada do amor de Deus – mesmo que Ele não seja citado.

A Bíblia é o livro mais lido, traduzido e vendido do mundo e é a base do Cristianismo – e, por causa disso, é também o alicerce da fé da maioria dos fieis. Quais curiosidades você já encontrou na Bíblia?

O que você achou das curiosidades bíblicas? Comente!

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar! :)